1915

Atuei no espetáculo “1915”, dirigido pelo dramaturgo armênio Arthur Haroyan e dirigida por Rogério Rizzardi. Vivi Gayanê, matriarca de um família vítima do genocídio armênio (o primeiro genocídio do século XX), evento que completou 100 anos em 2015, quando a peça chegou em sua segunda temporada.